Osteonecrose da cabeça do fêmur

Também chamada de necrose avascular, necrose asséptica ou necrose isquêmica, a osteonecrose da cabeça do fêmur é uma doença do quadril mal compreendida pela medicina. Por algum motivo, há diminuição do fluxo sanguíneo na cabeça do fêmur (dificuldade de vascularização), há perda de células ósseas com diminuição da resistência da cabeça femoral. Isto leva a um colapso desta estrutura com perda de sua forma esférica e dor. É mais comum nos homens, sendo 50% dos casos bilateral.

Diagnóstico

A dor irradia pela coxa, piorando com os esforços físicos. Esta doença está relacionada, em alguns casos, ao uso abusivo de corticóide e bebida alcoólica. Doenças sanguíneas também podem causar osteonecrose (anemia falciforme). Porém, em 50% dos casos, nenhuma causa é detectada (necrose idiopática).

Tratamento

O tratamento é fonte de grande discussão no meio médico. Na fase inicial, antes da cabeça do fêmur achatar, tem resultados incertos. Nesta fase, pode ser tentada a descompressão da cabeça femoral mais a aplicação de células mesenquimais. Um outro tratamento, não invasivo, muito popular na Europa, é a aplicação de ondas de choque. O uso de medicamentos bifosfonatos também ajuda retardando a evolução da doença. Na fase final, depois do achatamento da cabeça do fêmur, se o paciente sente dor e dificuldade para andar, a prótese é a melhor opção.

 

Dr. Guilherme Horta Dias
Cirurgia do quadril
CRM/MG 30543